Aprenda como elaborar uma proposta de compra de imóvel em 4 passos

  • Home
  • Curiosidades
  • Aprenda como elaborar uma proposta de compra de imóvel em 4 passos

Na hora de negociar um imóvel, há muitos passos que precisam ser seguidos e que talvez você não conheça. Um deles é a elaboração da proposta de compra de imóvel, com todas as informações referentes à transação.

Se você quer saber como elaborar esse documento, continue a leitura e confira o nosso guia!

1. Tenha em mente a sua finalidade

A finalidade desse documento é estabelecer um primeiro contato entre as partes. É como uma conversa por escrito sobre o imóvel e a forma de pagamento, para oferecer mais segurança jurídica a todos. Se você quer pedir um desconto, fazer uma permuta ou incluir qualquer outra particularidade que deseja usar para o pagamento, elas devem ser descritas na proposta.

2. Saiba as informações que devem estar presentes

Geralmente, a proposta de compra de imóveis é elaborada pela imobiliária e deve conter os detalhes da negociação. Ela não pode ser confundida com o contrato, que será criado posteriormente.

No documento, são descritas as intenções do comprador quanto a valores e prazos para o pagamento, além das especificações técnicas do imóvel, como o laudo de um engenheiro. Também devem ser colocadas as informações pessoais do interessado, dados da imobiliária e as assinaturas do corretor e do comprador.

3. Entenda a importância do documento

A proposta de compra serve como prova das condições de negociação, caso uma das partes decida processar a outra ou descumpra o acordo estabelecido. Além disso, quem apresenta a proposta por escrito causa uma boa impressão e tem mais chances de ser escolhido para fechar negócio, caso o proprietário do imóvel tenha múltiplos interessados.

4. Evite os erros mais comuns

Um erro muito comum na elaboração da proposta é não citar valores e datas exatos. Estabelecer essas condições é o principal propósito do documento — por isso, é fundamental que seja feito com a maior clareza possível.

Outro erro é não atualizar a proposta de compra de imóveis quando necessário — por exemplo, se você apresentou uma proposta e o vendedor ofereceu uma contraproposta. Se optar por seguir em frente com a negociação, o documento deve conter essa informação.

Também é um erro acreditar que a proposta tem valor de contrato. Embora ela seja um documento complementar para proporcionar segurança jurídica aos envolvidos, não substitui o contrato — que deve ser elaborado por um advogado e assinado por ambas as partes.

O principal erro é não contar com uma ajuda especializada. Mesmo que você tenha algum conhecimento na área, é fundamental buscar a orientação de uma imobiliária para elaborar um documento claro, coerente e que o ajude a conquistar o imóvel desejado.

Como vimos, a proposta de compra de imóvel é fundamental para documentar as informações referentes à transação e deixá-lo mais perto do seu objetivo. Porém, não se esqueça de que ela não substitui o contrato, certo?

Gostou deste texto? Quer elaborar uma excelente proposta de compra de imóvel, ou gostaria de tirar as suas dúvidas sobre o mercado imobiliário? Então, entre em contato conosco para que nossos profissionais possam ajudá-lo!

Deixe um comentário

Share This